10 fevereiro 2017

25 coisas que aprendi aos 25


Oi geente liinda, tudo bem? 

Enfim, meu ano novo chegou e, naturalmente, faço balanço do que passou e mentalizo os desejos para o atual.

Sou muito grata por tudo o que aconteceu no meu ano 24, pois foi um ano de aprendizado, sonhos e muito amor, com acontecimentos que sempre estarão comigo. Chorei, sorri, abracei, desatei nós e fortaleci laços. Agradeço a você, que passou pela minha vida neste ano, pois acredito que nada é por acaso. 

Então, selecionei os maiores aprendizados que que quero levar para a vida ever, bora lá?

Eu sempre fui uma pessoa muito 8 ou 80 e, com o tempo, vim aprendendo que por muitas vezes (na maioria) é melhor optarmos pela simplicidade. Nem tudo precisa ser complexo, muito enfeitado ou exagerado.

Às vezes é difícil permanecer com pensamentos positivos em todos os momentos, mas é necessário mentalizar coisas boas e perceber que para tudo (ou quase tudo) tem uma solução.

Por mais que o seu colega curta a página do Bolsonaro, calma! Política a gente discute sim, mas é com argumentos, cabeça no lugar e entendendo que por mais que você discorde daquela ideologia, as pessoas são livres para escolher o que mais se identifica e não é por isso que você deve jogar gás lacrimogêneo nela. 

Amo Anitta e amo Chico Buarque de todo o meu coração. E não vai ser por ouvir música pop, ou qualquer outro gênero, por exemplo, que serei fútil ou menos culta. Eu me permiti gostar do que me faz bem e foi uma decisão maravilhosa. 

Só quem sabe a dor que sente é a própria pessoa, não adianta falar "já passei por isso...", porque as experiências são únicas e cada um lida de uma forma diferente. E quando falam "nossa, que exagero!", não aguento ouvir as pessoas falando isso (seja comigo ou com os outros), afinal, quiridínea não julgue a dor de outra pessoa.

"Pô louco, meu", sempre ouvi isso porque como eu amo falar, queria falar seempre. Mas geeente, como é delicioso ouvir e poder raciocinar direitinho antes de compartilhar sua opinião. Obrigada, amigos.

E não é sendo pessimista, viu? Mas nunca, jamais, em hipótese alguma diga: não pode ser pior. Porque olha, pode sim. Então, que tal focar no: poderia ser pior, então vamos agradecer porque ainda tem como dar um jeitinho. 

Nunca acreditei que pessoas que erram 1x não merecem segunda chance, até porque todos nós já erramos e se as outras pessoas não nos déssemos uma chance? Não me arrependo de nenhuma segunda chance, porque algumas valeram muito a pena e outras me fizeram ter certeza de que às vezes é melhor deixar quieto. 

Acredito que Deus é tão infinitamente maravilhoso, que nos dá tudo no tempo em que somos capazes de lidar. Não adianta querer apressar as coisas, a verdade sempre aparece e seus sonhos vão se realizar.

Não preciso ser LGBT para ter empatia com a causa, não preciso ser mulher para ser feminista, só preciso entender que todos somos iguais perante todas as diferenças e querer não me vestir de preconceito. 

Seja pessoalmente, seja no whatsapp, seja em fotos do Instagram. Amigo é aquela pessoa que eu sei que posso contar nos momentos bons ou não da minha vida, aquela pessoa que fica feliz com a minha felicidade e que se faz presente nas diversas formas possíveis (e vice versa). 

Meu ritual com Deus. 

Psicologicamente e fisicamente. Parece algo meio distante, mas quando acontece é de perder o chão. A dor não se transforma em saudade, a dor continua doendo, talvez com menos intensidade, e a saudade continua apertando, talvez com mais intensidade. 

Daí você sonha em viver no livro On The Road e lembra que ama voltar para casa também. Mas, aquela sensação de liberdade é mara e você já volta planejando a próxima viagem. Hahaha

Caso você faça algo por alguém, faça porque você quer e não pense que vem nada em troca, nem reconhecimento. Porque naturalmente as pessoas são assim, lembram muito do que fazem e esquecem do que fizeram por elas.

Reconhecer os erros faz parte do nosso crescimento espiritual e abrir o seu coração para perdoar é mara (mesmo que não te peçam perdão). Mas perdoar não significa ser trouxa. 

Colegas, a gente tem vários não é mesmo? Mas quem entra na sua lista de amigos da vida, aquela lista que cabe nos 5 dedos da mão direita? É necessário pensar bem.

Então antes de sair por aí julgando a coleguinha, vamos pensar nisso. Não tem como você ter um ponto de vista imparcial ou completo sabendo apenas 1 versão dos fatos. E, atualmente, sempre que falam algo de alguém pra mim, mentalizo: "calma, pode não ter sido beeem assim", afinal cada um tem um ponto de vista diferente. 

Eu até tento me livrar dessa vida de astróloga, mas no final tudo acaba se explicando nos signos. Hahaha

Clichê? Sim. Verdade? Também. Então, exercitei me amar mais e ser mais compreensiva comigo mesma. 

Você vive vidas diferentes, conhece lugares diferentes, aumenta seu vocabulário e de quebra ainda passa a escrever melhor. Quero que mais?  

Cresci ouvindo minha mãe falar: "cada um só tem o que merece". E é verdade demais. Ao plantar sentimentos bons, vamos colher sentimentos bons.

Meu melhor amigo se tornou meu amor da vida. Nunca imaginei que a gente fosse namorar e neste ano vamos casar! Orem por nós. 

Essa frase se tornou meu mantra há anos e sempre que acordo com tudo parecendo dar errado, dou uma paradinha, respiro fundo e lembro que eu sempre posso mudar, a partir das minhas escolhas.

Eu acredito e espero que você acredite também!


O texto ficou enorme, né? Imagine quando eu tiver no meu ano 50? Hahaha

E ah, não esquece de voltar por aqui, tá?
Beijo grande! :*

Um comentário:

  1. Ual! Pra mim essa postagem é inovadora! Amei a postagem e amei cada palavra! Parabéns! Sucesso linda! ❤

    Hey Lou Blog

    ResponderExcluir